08 abr 2012
 Por 
Blog do Seridó
 às 
08:34min. 
 em 
Vingança seria em resposta à morte de PM caicoense

A Tribuna do Norte ainda informa que “a morte de Vidalvo Miguel da Silva foi expressamente comandada de dentro da Sesed, para demonstrar “o que faz a polícia com quem mata policial”. Esse trecho da denúncia contido na primeira página do documento diz respeito à morte do soldado PM Bruno Smith – alvejado durante ocorrência de assalto no município de Jucurutu.

Vidalvo Miguel da Silva é suspeito de ter matado o soldado Smith durante um assalto realizado em Jucurutu – a 230 quilômetros da capital. O crime ocorreu em março de 2011. O corpo de Vidalvo foi encontrado pouco tempo depois, já em estado de decomposição e com uma arma de fogo próximo ao cadáver. Damião Régis e Francisco Miguel da Silva, suspeitos de serem parceiros de Vivaldo e estarem presentes no assalto, que terminou na morte do soldado PM Bruno Smith, também foram assassinados. De acordo com a versão oficial, policiais trocaram tiros com os suspeitos a 10 quilômetros de Jucurutu, que foram alvejados e mortos.

Para o denunciante, isso representa “outro fato que demonstra que a ‘ordem é matar’, no caso, a morte de Damião Régis e Francisco Miguel (parceiros de Vidalvo Miguel) que também foram mortos, quando poderiam ter sido presos”.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!