11 jun 2015
 Por 
Blog do Seridó
 às 
09:23min. 
 em 
Secretaria de Segurança Pública reativa Conselho Estadual de Entorpecentes

Reunião do Conen

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) retomou na manhã desta quarta-feira (10) as atividades do Conselho Estadual de Entorpecentes (Conen) que estava desativado desde o ano passado. A reunião foi presidida pelo presidente do Conselho, o secretário adjunto de Segurança Pública do RN (Sesed), o delegado Caio Bezerra, e contou com a participação de representantes da Secretaria Estadual de Educação (Seec), Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc), Secretaria de Estado de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas), Ministério Público, Justiça Estadual, OAB-RN, ITEP-RN, Polícia Civil, Polícia Federal e Polícia Militar do Rio Grande do Norte.

O secretário adjunto, Caio Bezerra, apresentou como pautas da primeira reunião de 2015, a revisão do regimento interno do Conselho, que foi criado em 1990, uma discussão a respeito das atividades desenvolvidas pela Polícia Militar, por meio do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), bem como do programa Crack, É Possível Vencer.

Para o secretário, é necessário pensar uma nova fórmula de atuação do Proerd e que o Conselho trabalhará para aperfeiçoar o trabalho que já vem sendo desenvolvido. Caio Bezerra destacou o programa Crack, É Possível Vencer, que apresenta um manual de atuação focado em três eixos de atuação: autoridade, cuidado e prevenção.

Durante a reunião, os participantes destacaram a importância do Conselho no trabalho de prevenção de uso de substâncias psicoativas e no combate ao tráfico de drogas no Rio Grande do Norte.

O juiz da 9a Vara Criminal, Kennedy de Oliveira Braga, propôs a criação de subgrupos de trabalho, para discutir as diversas frentes de trabalho de forma prática. Ele sugeriu um subgrupo na área de repressão, que envolvesse além dele, a Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Federal, Ministério Público, ITEP e Sejuc.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!