25 set 2012
 Por 
Blog do Seridó
 às 
13:09min. 
 em 
Mesmo em greve, Correios entrega grande parte de documentos no prazo

A maioria dos objetos postais da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) foi entregue dentro do prazo, apesar da greve dos funcionários iniciada no dia 19 deste mês. De acordo com a ECT, 85,3% das cartas e encomendas recebidas até a última sexta-feira (21), equivalente a 90 milhões de objetos postais, chegaram aos destinatários no prazo. A paralisação atrasou a entrega de 15,5 milhões documentos postais, informou a estatal.

De acordo com os Correios, um mutirão feito no fim de semana concluiu a triagem e a entrega de 23,7 milhões de objetos. Participaram da operação 22 mil carteiros e 2,8 mil empregados administrativos.

O movimento atinge 21 estados e o Distrito Federal. Mais três estados fazem assembleias esta semana para decidir se entram ou não em greve: Bahia, Mato Grosso do Sul e Acre. Segundo a empresa, 9% dos trabalhadores aderiram ao movimento, a maioria deles carteiros. Já a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect) estima que o percentual de adesão estaria próximo do teto de 60% determinado pelo TST, que exigiu a manutenção de pelo menos 40% do efetivo em cada uma das unidades.

Em todas as suas entrevistas e discursos, Roberto Germano (PMDB) tem destacado que uma das suas prioridades será a Saúde, quando assumir a prefeitura em Janeiro de 2013. Na entrevista que concedeu à TV União nesta segunda-feira (24) não foi diferente. Roberto garantiu que lutará junto aos governos Federal e Estadual para que o caicoense volte a ter uma saúde digna. Hoje a maior reclamação de Caicó é na Saúde. Quando fomos prefeito implantamos vários serviços na saúde, como o Programa Saúde da Família, as cirurgias de catarata, a atenção básica a saúde que funcionava, o hospital do SESP com trauma-ortopedia e hoje esses serviços foram desmontados”, destacou Roberto.

O candidato lamentou a forma desrespeitosa como a atual administração vem tratando as gestantes e os recém-nascidos, realidade bem diferente quando Roberto Germano foi prefeito de Caicó. “Hoje, para uma gestante fazer uma ultra-sonografia tem que esperar cinco meses. Hoje, as mulheres estão indo ter seus filhos fora de Caicó, você não tem um plantão pediátrico no município. No meu governo nossas crianças voltarão a nascer em Caicó”, destacou.

Além disso, Roberto Germano se comprometeu também em investir na qualidade da saúde oferecida pelo Hospital Regional, através de parcerias com o Governo do Estado. “Hoje o paciente chega lá e é transportado para Natal porque não tem equipamentos que dê condições aos médicos de fazer um diagnostico do paciente. Você não tem um tomógrafo que funcione, um raio-X de qualidade. O paciente tem que correr risco de enfrentar quatro horas na estrada. Vamos lutar por uma UTI com intensivista, cardiologista, neurologista e neurocirurgião”, finalizou.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!