04 jul 2010
 Por 
Blog do Seridó
 às 
12:46min. 
 em 
Em sua defesa, Lauro Maia disse que Justiça Federal não estaria apta a julgá-lo

Em sua defesa na operação Hígia, que apura desvios em licitações da secretaria estadual de Saúde, o advogado Lauro Maia, filho da ex-governadora Wilma de Faria (PSB), disse haver “incompetência absoluta da Justiça Federal para processar e julgar o presente feito”.

O documento baseia-se no fato de que, uma vez que as verbas federais referidas na denúncia já teriam se incorporado às verbas do Município ou do Estado, que a fiscalização de sua correta aplicação era do Tribunal de Contas do Estado. Portanto, o julgamento do mérito seria de competência da Justiça Estadual.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!