05 ago 2010
 Por 
Blog do Seridó
 às 
16:51min. 
 em 
Polícia Federal desmonta possível esquema de fraude no Dnit

Diligências policiais foram realizadas também em Pernambuco, Rio Grande do Norte, Bahia, Paraíba, Pará e Amazonas

A Polícia Federal deflagrou hoje, no Ceará, a Operação Mão Dupla para reprimir possíveis crimes contra a administração pública envolvendo construtoras e o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) no Estado.

O prejuízo inicial aos cofres públicos, estimado pela PF e pela CGU (Controladoria-Geral da União), é de R$ 5 milhões referentes a quatro obras.

Até o início da tarde de hoje foram cumpridos 22 dos 27 mandados de prisão temporária, além de dois mandados de busca e apreensão e um mandato de prisão preventiva.

Oito servidores públicos foram afastados cautelarmente.

A PF também sequestrou bens dos suspeitos em Fortaleza e no interior do Estado.

Entre os presos está o superintendente regional, Joaquim Guedes Neto.

A Delta Construções S/A está entre as empresas investigadas por participação no esquema.

O Dnit, vinculado ao Ministério dos Transportes, foi o órgão que mais fez pagamentos à Delta em 2009. A empresa obteve 52 contratos com o órgão, que somam R$ 1 bilhão.

Segundo as investigações, servidores do Dnit-CE facilitavam o desvio de dinheiro público durante a execução das obras contratadas, ajudavam as empresas no superfaturamento, alteravam a qualidade e a quantidade de materiais e atestavam obras não executadas, além de efetuarem pagamentos indevidos.

Além do Ceará, as diligências da Operação Mão Dupla foram realizadas nos Estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Bahia, Paraíba, Pará e Amazonas.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!