09 set 2010
 Por 
Blog do Seridó
 às 
06:44min. 
 em 
Carlos Eduardo se compromete em criar Secretaria e Plano Estadual de Cultura

O candidato a governador Carlos Eduardo (PDT) comprometeu-se na noite desta quarta-feira (8) em criar a Secretaria de Cultura, elaborar o Plano Estadual de Cultura com a participação popular e regulamentar o Fundo Estadual de Cultura. Os compromissos foram assumidos durante debate promovido pelo Núcleo de Jovens Artistas e Revista Catorze de Jornalismo Cultural, na Casa da Ribeira.

“Nós vamos planejar pela primeira vez a Cultura em nosso Estado com o Plano Estadual de Cultura. Paralelamente, nós vamos estimular a formação dos conselhos paritários de cultura e o controle social para que as políticas culturais não fiquem ao sabor da boa vontade dos governantes, mas tenham a sua continuidade e aperfeiçoamento garantidas porque estarão entranhadas no próprio tecido social”, pontuou ele, que entregou à organização do evento uma Carta-Compromisso com as principais propostas para a área.

No documento, ele também assumiu o compromisso de reestruturar e fortalecer a Fundação José Augusto, que passaria a ter orçamento próprio e autonomia de gestão. E de descentralizar as políticas culturais fortalecendo as Casas de Cultura, promovendo oficinas itinerantes e festivais regionais. “Vamos fazer com que as Casas de Cultura funcionem de fato como espaço de criação e de formação de novos artistas na comunidade, estimulando as oficinas de arte, garantindo o seu financiamento e nomeando pessoas da área para a gestão”.

De acordo com Carlos Eduardo, as políticas culturais devem ser descentralizadas, democratizadas e distribuídas em todo o ano. “As nossas manifestações culturais também não podem ficar restritas ao período natalino. Nós vamos fortalecer o nosso calendário cultural e promover os festivais de teatro, dança, poesia, folguedo, literatura, artes plásticas e audiovisual no interior, e aproveitando as potencialidades de cada região”, diz o manifesto.

Carlos Eduardo garantiu o apoio às bandas de música das cidades e fortalecimento da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, que finalmente teria espaço adequado para os ensaios e um calendário de apresentação consistente.

No documento, o candidato afirma que vai estimular as manifestações de comunidades tradicionais, rurais e populares, promover a educação patrimonial, restaurar os prédios históricos, digitalizar os acervos, e valorizar as culturas das diversas etnias que formam o povo potiguar. Por último, a Carta-Compromisso trata da ampliação da Imprensa Oficial do Rio Grande do Norte para a publicação de livros e revistas culturais.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!