08 abr 2011
 Por 
Blog do Seridó
 às 
00:17min. 
 em 
Solenidade marca homenagem da Câmara de Caicó a entidades assistenciais

A Câmara Municipal de Caicó realizou sessão solene, nesta quinta-feira (07), para entrega da Comenda de Honra ao Mérito “Mãe Quininha”, regulamentada pela Lei Municipal nº. 4247 de 11 de setembro de 2007. O projeto foi de autoria da ex-vereadora Alcântara (PMDB). Foram homenageadas com a honraria as funcionárias e educadoras, bem como as voluntárias do Grupo Reviver, que trabalha com pacientes de câncer.  

“Sentimo-nos lisonjeadas pelo reconhece ao nosso trabalho em prol das pessoas com necessidade especiais, principalmente como forma de incluí-las de forma plena na sociedade através do atendimento especializado na área educacional, clínica e pedagógica”, disse a presidente da APAE, Maria Gildete que, em paralelo à entrega da comenda, estão comemorando 38 anos de funcionamento da instituição em Caicó.

Segundo Maria dos Santos Fernandes (Nena), vice-presidente do Reviver, o objetivo do grupo é atuar junto “aos indivíduos em tratamento oncológico e seus familiares, orientado sobre as formas de tratamento e os direitos enquanto pacientes”. As voluntárias também realizam visitas periódicas a pessoas carentes que tem que conviver com o câncer e, em alguns casos, também assistindo com cestas básicas.

Atualmente, as duas entidades travam batalhes distintas. Enquanto a APAE busca angariar recurso para manter o atendimento, o Reviver planeja a construção de uma residência para o acolhimento de pacientes de outras regiões, que passaram a receber as sessões de quimio e radioterapia em Caicó, a partir do início do funcionamento do Hospital Oncológico do Seridó – ligado à Liga Norteriograndense de Combate ao Câncer. O projeto dessa casa de amparo está orçado em 434 mil reais.

 “Pudemos homenagear mulheres com relevantes serviços prestados a dois segmentos significativos da nossa sociedade, a APAE e o Reviver, com importante trabalho de dedicação e solidariedade”, disse o presidente da Câmara, Leleu Fontes. A ex-vereadora Verônica também seria homenageada, mas se encontrava na capital do estado participando de um evento da comunidade apaeana.

 “A classe política tem que abraçar essa causa que, mesmo tendo os obstáculos nas questões burocráticas. Mesmo os gestores tendo que cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal, vamos preparar nossa assessoria jurídica para que possamos, ao lado do Poder Executivo, garantir permanentemente uma verba específica para a manutenção dessas entidades e, no caso do Reviver, construir sua sede própria”, continuou o presidente.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!