22 abr 2012
 Por 
Blog do Seridó
 às 
13:04min. 
 em 
Projeto Borborema investirá R$ 1,5 bilhão de reais para produzir ouro no Seridó. Região se consolida como pólo de produção mineral.

O Projeto Borborema vai incrementar a produção de ouro na região do Seridó. Esse projeto que será apresentado nessa segunda feira, dia 23, consiste na implantação de uma unidade fabril na mina Borborema em Currais Novos, destinada a produção de ouro.

Esse projeto será responsável pelo investimento de R$ 1,5 bilhão de reais nos próximos três anos, potencializando a exploração do setor mineral, que é a grande vocação natural da região do Seridó. A Mina Borborema tem como previsão inicial, o investimento de R$ 400 milhões de reais com a geração de 320 empregos diretos e cerca de 1500 indiretos.

A previsão, pelos estudos tecnológicos feitos, de forma bastante criteriosa, são de que a Mina Borborema produzirá anualmente cinco toneladas de ouro, o que representará aproximadamente 8% de toda a produção nacional. A implantação desse projeto, dinamizando a produção da Mina Borborema em Currais Novos, beneficiará o Seridó como um todo, pois aumentará a movimentação econômica de todo o setor produtivo, do comércio e de serviços em todos os municípios da região.

A solenidade acontecerá na governadoria às 10 horas e contará com a presença da governadora Rosalba Ciarlini, do diretor presidente da Cascar Brasil Mineração, Robert Michael Smarkman; Ronisdalber da Silva Bragança, diretor administrativo financeiro e Aidan Platel, diretor de exploração que serão os responsáveis pela implantação e execução do projeto Borborema.

A Cascar Brasil Mineração, é uma subsidiária da Crusader Resources, que é uma empresa de mineração Australiana. A Crusader está investindo no Brasil desde o ano de 2004 e com a instalação dessa subsidiária em Currais Novos, amplia seus investimentos no País. Em São Fernando, próximo a Caicó, outra empresa de mineração, a J.B. Wech instalou-se em 2011, para explorar o ouro produzido na Serra do Simpático.

Reservas auríferas importantes existem na Serra da Formiga. O minério de ferro está sendo explorado a pleno vapor na Serra de João do Vale em Jucurutú.

O Seridó, como se sabe, é ainda detentor de reservas importantes de quartzito em Ouro Branco, scheelita, ouro e pegmatito em Currais Novos.

O feldspato é explorado em larga escala em Parelhas, onde já está montado e organizado um Laboratório de Análise Mineral. Atualmente a região está consolidada como um pólo de produção mineral. Havendo continuidade nessa prioridade que está sendo dada ao setor e conseguindo se atrair mais investimentos, em curto prazo, o Seridó poderá voltar a ser um grande polo de desenvolvimento no Rio Grande do Norte.

Compartilhe:

1 Comentário

  1. Liemar disse:

    estou a procura de um funcionario da CASCAR BRASIL MINERAÇÃO LTDA.

    DANIEL MARK HOBBS O MESMO PERDEU UMA CARTEIRA COM VARIOS DOCUMENTOS.

Deixe o seu comentário!