09 nov 2017
 Por 
Blog do Seridó
 às 
11:00min. 
 em 
Natal implementa nova técnica de combate ao Aedes aegypti

Estação Disseminadora (Divulgação_Fiocruz)Entre os dias 13 e 24 de novembro (segunda-feira) Natal ganhará uma nova técnica de enfrentamento ao Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya. As estações disseminadoras de larvicidas serão espalhadas pela cidade e pretendem utilizar o próprio mosquito para combater a proliferação do vetor.

As estações são parecidas com vasilhas de plástico, revestidas com um tecido impregnado com larvicidas. “Quando o mosquito pousar nessas estações disseminadoras, ele vai sair impregnado com o larvicida e leva para outro depósito, que muitas vezes são de difícil acesso para humanos. É como se passássemos a usar o mosquito ao nosso favor, contra os outros mosquitos”, destacou Alessandre Medeiros, chefe do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

Desenvolvido pela Fiocruz Amazonas, o projeto foi testado entre os anos de 2014 e 2016 na cidade de Manacapuru/AM. Em apenas 15 dias, o número de larvas de Aedes caiu em 80-90%, e a mortalidade das larvas aumentou para 80-90%. O número de mosquitos adultos emergindo dos criadouros despencou em mais de 95% na cidade inteira, de forma que a emergência de fêmeas de Aedes caiu de 500-600 por mês antes da intervenção, para um mínimo de uma única fêmea no sexto mês de disseminação.

Com o resultado, o projeto foi um dos elencados pelo Ministério da Saúde para ser uma das metodologias implementadas de forma imediata em várias capitais, dentre elas Natal.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!