07 mar 2013
 Por 
Blog do Seridó
 às 
07:31min. 
 em 
‘Eu não mandei, mas aceitei’, afirma Bruno sobre morte de Eliza

'Não mandei, mas aceitei', diz Bruno sobre assassinato de ElizaO goleiro Bruno Fernandes admitiu nesta quarta-feira que a ex-amante Eliza Samudio, de 24 anos, foi assassinada e teve o corpo esquartejado e jogado para os cães pelo ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola. Em seu depoimento, o jogador alegou que não tinha conhecimento prévio do crime e a execução da jovem foi tramada pelo seu braço direito e amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão.

“Como mandante dos fatos, eu nego, mas, de certa forma, me sinto culpado”, disse o goleiro.O ex-atleta do Flamengo assumiu que se beneficiou da morte e poderia até ter evitado que ocorresse. “Não sabia, não mandei, mas aceitei”, disse o goleiro, referindo-se ao assassinato.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!