12 jan 2015
 Por 
Blog do Seridó
 às 
17:22min. 
 em 
Caso Mário: família faz apelo para população ajudar a localizar assassino

Familiares do vaqueiro Mário Pacífico de Melo, de 31 anos de idade, morto neste final de semana em Jardim de Piranhas está fazendo um apelo, através de uma nota à imprensa para que a população os ajudem a localizar o assassino do jovem, que morava no sítio Manhoso, comunidade rural de Caicó.

O jovem vaqueiro Mário Pacífico de Melo, de 31 anos, residente no Sítio Manhoso, comunidade pacata de Caicó-RN, era campeão de vaquejada, tendo ganhado muitos troféus nestes últimos anos. Com reconhecimento em várias cidades da região. Mário criava gado e cavalos e numa negociação vendeu ao assassino, que ceifaria sua vida na tarde do dia 10/01 no Parque de Vaquejada de Jardim de Piranhas, numa emboscada premeditada e para se livrar de uma dívida de R$ 6.000,00. O foragido se apresentava à comunidade com nome falso de “Antônio Vaqueiro” e já tinha outras passagens pela polícia, por causa de outros assassinatos já cometidos, e usava documentos falsos. O assassino além de dever a Mário, também tinha várias outras dívidas com diversas outras pessoas.

O assassino fugiu num Gol Preto logo após ter disparado, pelas costas da vítima, cinco tiros à queima-roupa, enquanto Mário tirava leite de uma vaca. O assassino planejou a execução do jovem trabalhador, pai de uma filha de 04 anos, jovem bem quisto, de família de pessoas de bem, trabalhadoras e conhecidas no sertão de Caicó (pois é da família Pacífico e dos Porfírio de Melo). É também irmão de uma advogada, conhecida no cenário jurídico, e de duas professoras universitárias.

Há necessidade de que toda a comunidade ajude a localizar este assassino frio e cruel, que fugiu da cena do crime acompanhado da mulher e filho, que a tudo assistiram dentro do carro que serviu de fuga. Um rapaz de bem, inocente, foi assassinado friamente trazendo muita dor à toda sua família e a comunidade de Caicó. Foi sepultado dia 11/01 no cemitério São Vicente de Paulo, na cidade de Caicó, depois de uma passeata de vaqueiros e de uma homenagem prestada por seu pai, que fez uma cantoria aplaudida e chorada por centenas de pessoas que acompanharam o enterro com muito clamor e emoção. Que a polícia consiga, com a ajuda de quem puder oferecer mais informações, localizar o assassino o quanto antes. Liguem!!! Denunciem!!! A sociedade pede justiça!!!

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!