21 out 2021
 Por 
Blog do Seridó
 às 
13:03min. 
 em 
Vacina da Pfizer funciona melhor com intervalo de 8 semanas do que de 21 dias, indicam estudos

A decisão do governador João Doria (PSDB) de antecipar o intervalo para a aplicação da segunda dose da vacina da Pfizer de oito semanas para 21 dias vai contra as evidências científicas.

Atualmente, em todo o território brasileiro, o intervalo preconizado entre a primeira e a segunda dose é de 12 semanas. Em São Paulo, o intervalo é de três semanas (21 dias) desde a última terça (19). A mudança não vale para os adolescentes, que continuam com o intervalo de oito semanas entre as duas doses.

Diversos estudos científicos já demonstraram que a proteção conferida pela vacina é maior quanto mais longo for o intervalo entre as doses. Segundo especialistas, a imunidade não só é maior em relação à taxa de anticorpos produzidos, mas também pela duração da resposta imune.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!