12 nov 2017
 Por 
Blog do Seridó
 às 
05:50min. 
 em 
Tribunal não deveria vincular julgamento a eleição, diz defesa de Lula

LULAA defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) rebateu as declarações de desembargadores do TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) e afirmou que os magistrados não deveriam especular sobre se o processo do petista será julgado antes das eleições de 2018.

“O TRF4 deveria divulgar a pauta atual, para mostrar transparência, e não tentar vincular o julgamento de Lula ao calendário eleitoral”, disse o advogado Cristiano Zanin Martins, em nota divulgada neste sábado (11).

Condenado pelo juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, no caso do apartamento tríplex no Guarujá (SP), o ex-presidente Lula pode ser impedido de disputar as eleições presidenciais do próximo ano caso o TRF4 mantenha a condenação dele nesse processo.

A Lei da Ficha Limpa proíbe de disputar eleições candidatos com condenação criminal confirmada por um tribunal em segunda instância de julgamento. Se a confirmação da sentença pelo TRF4 não acontecer antes da eleição de outubro de 2018, Lula poderá ser candidato.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!