09 fev 2015
 Por 
Blog do Seridó
 às 
09:30min. 
 em 
Segurança Pública tem convênios e volume elevado de recursos para investir

Primeira mulher a assumir a secretaria de Estado da Segurança Pública, a delegada da Polícia Civil, Kalina Leite Gonçalves, tem o desafio de reverter os números que colocam o Rio Grande do Norte entre os Estados mais violentos do país.

Na entrevista concedida à Tribuna do Norte, a secretária revelou prioridades e como vai gerenciar uma das maiores pastas da administração estadual com um orçamento inferior Vaidosa, mãe de dois filhos “já encaminhados na vida”, a secretária afirma que “nunca me distanciei da segurança pública”, e só aceitou o convite quando teve a certeza de que a Segurança seria prioridade e não sofreria interferência política: “Polícia e política não podem se misturar”.

Entre as várias experiências profissionais, Kalina Leite já atuou como coordenadora de Planejamento da Sesed, entre 2002 e 2003, onde também exerceu a função de secretária Adjunta, no período de 2003 a 2010. A última função, em 2014, foi à frente da Fundação Estadual da Criança e do Adolescente do Rio Grande do Norte (Fundac), como Interventora Judicial.

Nesse primeiro momento, ela descarta concurso público para a área, afirma que o Itep tem a estrutura mais precária do sistema e afirma que “ainda não teve paz” para montar a equipe completa. ”Como participei da equipe de transição, tive cuidado de avaliar todos os convênios e solicitei, durante viagem que fiz à Brasília, a renovação de todos os convênios independente da situação que estivesse. A gente tem muito convênio de 2013 que sequer houve cotação de preço, sequer foi iniciado processo. Estamos na fase de resgatar esses convênios, atualizar termos de referência e pesquisa mercadológica para iniciar os processos.” – disse.

Esses convênios representam um investimento na ordem de quanto?
No mínimo, R$ 50 milhões. É muita coisa parada. São investimentos em tecnologia da informação, videomonitoramento, inteligência e ações preventivas como o Proerd [Programa Educacional de Resistência às Drogas.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!