25 fev 2013
 Por 
Blog do Seridó
 às 
11:23min. 
 em 
Primo de Bruno diz que filho do ex-goleiro Bruno com amante deveria ser morto

Filho de ex-goleiro Bruno com amante deveria ser morto, diz primo

Às vésperas do julgamento do ex-goleiro Bruno, marcado para o dia 4, acusado de mandar matar a amante Eliza Samudio, o primo de Bruno e principal testemunha do caso, Jorge Luiz Rosa, de 19 anos, afirmou em entrevista à TV Globo, exibida nesse domingo, 24, que o filho de Eliza com Bruno também morreria.

Rosa, que era menor à época do crime, em junho de 2010, disse que Bruninho só não foi morto porque o executor de Eliza – após pedido de Luiz Henrique Romão, o Macarrão – teria se recusado a matá-lo. Ele afirmou ainda que recebeu uma proposta de Macarrão para matar a atual mulher de Bruno.

O primo do goleiro se contradisse durante a entrevista, afirmando num primeiro momento que Bruno não sabia que Eliza morreria. Depois, cravou que o jogador teria sido “muito ingênuo” se não soubesse das intenções de Macarrão. “Não tinha como não desconfiar. Com o Macarrão do jeito que gostava tanto dele, fazia qualquer coisa por ele, não desconfiar daquilo ali? Não mandou matar, mas…”, disse. Rosa já cumpriu dois anos e dois meses de medida socioeducativa por participação no crime.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!