10 dez 2014
 Por 
Blog do Seridó
 às 
11:28min. 
 em 
Papa Francisco pede guerra global contra tráfico humano e escravidão

O papa Francisco pediu uma mobilização global para combater o tráfico humano e a escravidão nesta quarta-feira, apelando aos consumidores para que boicotem bens que possam ter sido produzidos por trabalhadores explorados.

Em mensagem para o Dia Mundial da Paz da Igreja Católica, em 1º de janeiro, o papa denunciou a “indiferença generalizada” que permite que tais práticas persistam.

“Estamos diante de um fenômeno global que ultrapassa a competência de qualquer comunidade ou país em particular. Para eliminá-lo, precisamos de uma mobilização comparável em tamanho à do próprio fenômeno”, disse Francisco na mensagem, enviada a chefes de Estado e de governo, instituições internacionais e líderes religiosos.

O pontífice argentino fez da defesa dos imigrantes e dos trabalhadores um tema central de seu papado. Ele criticou o sistema econômico mundial por não conseguir dividir a riqueza e escolheu a pequena ilha de Lampedusa, no sul da Itália, que muitos imigrantes morreram no mar tentando alcançar, como cenário de sua primeira viagem como papa.

Embora tenha pedido a governos e instituições que façam mais para deter o tráfico humano e a escravidão moderna, desta vez Francisco enfatizou a responsabilidade social individual.

“Toda pessoa deveria ter consciência de que comprar é sempre um ato moral, e não simplesmente econômico”, afirmou no texto de seis páginas, intitulado “Não mais escravos, mas irmãos e irmãs”.

Ele pediu às pessoas e às comunidades que se sintam “desafiados… quando formos tentados a selecionar itens que podem muito bem ter sido produzidos pela exploração de outros”.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!