04 ago 2021
 Por 
Blog do Seridó
 às 
14:43min. 
 em 
‘O populista extremista se vale das redes para atacar instituições e preparar caminho para autoritarismo’, diz Barroso

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que a campanha de ódio e mentira nas redes sociais são os grandes inimigos da democracia atual. Em um discurso nesta quinta-feira em um evento virtual do Tribunal Regional do Rio, o magistrado afirmou que, em vários países, a democracia está sendo ameaçada por três fenômenos: o populismo, o extremismo e o autoritarismo. Em uma fala repleta de indiretas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Barroso também rebateu a proposta pelo voto impresso e criticou os defensores de ditadura. 

Barroso, que também é ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), entrou na rota direta dos ataques de Bolsonaro nesta semana, após o presidente se tornar alvo de duas ações do TSE por seus constantes ataques às urnas eletrônicas. Bolsonaro afirmou, na quarta-feira, que não aceitará “intimidações” e que sua “briga” é com o presidente do tribunal eleitoral.

— O extremismo hoje se vale, sobretudo, utilizando as redes sociais para campanhas de ódio, campanhas de desinformação e teorias conspiratórias. E aí nós caímos no autoritarismo, que é essa tentação permanente e em diferentes partes do mundo de concentração do poder, de supressão das instituições representativas. E, hoje em dia, o populista extremista autoritário se vale das redes sociais para atacar as instituições para tentar enfraquecê-las e preparar o caminho para o autoritarismo. Assim tem sido a experiência mundial — disse Barroso.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!