17 set 2010
 Por 
Blog do Seridó
 às 
10:21min. 
 em 
Malha viária do Rio Grande do Norte é a segunda pior do Nordeste

O Rio Grande do Norte tem a segunda pior malha viária (foto) do Nordeste (42, 8% ruim e péssimo) e perde apenas para o estado de Alagoas que tem 43,5% das rodovias estaduais e federais nessa situação.

É o que mostra pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), divulgada ontem.

A classificação para a edição 2010 da pesquisa destaca ainda duas rodovias do Rio Grande do Norte em “péssimo” estado — RN-233, que interliga Apodi a Campo Grande, e a RNT-110/BR-110, interliga Areia Branca a Antônio Martins.

Os técnicos da CNT levaram em conta a situação de pavimentação, sinalização e geometria na 14ª edição da pesquisa, a exemplo das séries publicadas nos anos anteriores.

Apenas uma rodovia no Estado, a BR-304, obteve uma pontuação “ótimo”, no quesito pavimentação.

A mesma rodovia federal consta como “boa” na classificação geral, mas tem deficiências quanto à sinalização e geometria, consideradas regulares.

Um dos fatores avaliados que mais contribuiu para a classificação geral das estradas do Rio Grande do Norte foi a “geometria” (RN teve classificação “péssima”).

Pistas sem acostamento, com traçados sinuosos e repletos de curvas, ou mesmo com faixas de rolamento estreitas.

Boa parte dessas estradas com geometria considerada péssima é rodovia estadual.

Quase a totalidade das estradas estaduais receberam avaliação “regular” e “ruim” no aspecto pavimentação.

A sinalização é um aspecto também preocupante nas estradas federais e estaduais que cruzam o Rio Grande do Norte, sendo a maioria considerada ruim ou regular.

Desperta a atenção as  classificações para a rodovia federal BR-101:  variando de regular (geral, pavimentação e sinalização) a péssimo (geometria).

A pesquisa não explica se nos 186 quilômetros pesquisados está incluso o trecho duplicado e entregue pelo Departamento Nacional de infraestrutura de Transporte.

Com informações do Portal Tribuna do Norte
Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!