13 out 2010
 Por 
Blog do Seridó
 às 
18:46min. 
 em 
Instituto Butantan desenvolve droga contra asma a partir de veneno de peixe

Uma droga desenvolvida a partir do veneno de um peixe chamado Niquim (encontrado nas regiões Norte e Nordeste do país) é a nova descoberta do Instituto Butantan no combate à asma. E com a vantagem de não apresentar os mesmos efeitos colaterais dos corticóides, medicamentos mais usados hoje contra a doença.

“Hoje, o principal medicamento utilizado para a asma são os corticóides, que são muito bons, mas que não podem ser usados continuamente por causa dos efeitos colaterais. A vantagem do nosso é que é um produto natural, fácil de ser feito, brasileiro, e sem os efeitos colaterais”, disse Monica Lopes Ferreira, uma das responsáveis pela pesquisa.

Monica contou ter passado os últimos 14 anos estudando o veneno de peixes no Instituto Butantan, em São Paulo. Há quatro anos, dedicando-se especialmente a analisar a composição do veneno do Niquim e sua atuação em camundongos, descobriu a presença de um pequeno componente, chamado peptídeo, que tem função antiinflamatória. “Ele pode não só prevenir a asma, como tirar o paciente da crise”, afirmou ela.

“A asma é uma doença inflamatória, controlada geneticamente e que recebe muita influência ambiental. No Brasil, há cerca de 15 milhões de pessoas”, explicou Carla Lima, doutora da Universidade de São Paulo (USP) na área de imunologia.

Com toda a parte científica já desenvolvida, a descoberta da nova droga aguarda agora a fase de testes clínicos – que serão realizados pela indústria farmacêutica – para poder finalmente chegar à população.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!