30 abr 2012
 Por 
Blog do Seridó
 às 
10:53min. 
 em 
Gravações mostram envolvimento entre Cachoeira e Túlio Maravilha

A teia de conexões do bicheiro Carlinhos Cachoeira com políticos e personalidades se mostra cada dia mais extensa. Com base em conversas gravadas pela Polícia Federal e que constam no inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF), o jogador de futebol e ex-vereador Túlio Maravilha manteve relações com o contraventor até renunciar ao seu mandato na Câmara Municipal de Goiânia, no ano passado. A primeira conversa na qual o nome de Túlio aparece foi registrada no dia 11 de março de 2011 e é entre o bicheiro e o vereador Santana Gomes (PMDB-GO). Nela, Cachoeira pergunta ao interlocutor “o que o Túlio quer”.

Na conversa seguinte, Santana diz que Túlio quer que Cachoeira “arrume um contrato para ele, os R$ 30 mil”. O contraventor responde que já arrumou esse dinheiro para o jogador. Nesse momento, o contador de Cachoeira, Geovani Pereira da Silva, entra na conversa e diz achar que Túlio quer, na verdade, o dinheiro dele de volta. Ainda no dia 11 de março, Cachoeira e Santana voltam a conversar sobre o assunto. O relatório da PF não apresenta a transcrição, mas apenas o resumo dos diálogos. Nesse, Cachoeira diz que o também ex-vereador Wladimir Garcez e Túlio Maravilha queriam “dividir o salário”.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!