19 nov 2017
 Por 
Blog do Seridó
 às 
21:40min. 
 em 
Empresa imprime orelhas e narizes em 3D e almeja produzir órgãos humanos para transplante

orelhaErik Gatenholm aperta o botão “start” na impressora 3D. Ele vai produzir partes do corpo humano em tamanho real. Em ritmo frenético, a agulha da impressora rabisca uma placa de Petri com tinta biológica azul, que contém células humanas. Em cerca de meia hora, é possível ver um nariz surgir sob a luz ultravioleta.

Gatenholm, de 28 anos, é cofundador da Cellink, empresa sueca de pequeno porte líder no mercado global de bioimpressão. Atualmente, a aplicação biomédica da tecnologia de impressão 3D é voltada para a fabricação de tecidos da pele e cartilagens, usados para testar novos medicamentos e cosméticos. Mas Gatenholm acredita que, em duas décadas, será possível produzir órgãos humanos para transplante.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!