17 maio 2015
 Por 
Blog do Seridó
 às 
16:23min. 
 em 
Dilma define cortes com ministros e nem programas sociais serão poupados

A presidente Dilma Rousseff reúne­se neste domingo, 17, com os ministros que compõem a junta orçamentária ­ Joaquim Levy (Fazenda), Nelson Barbosa (Planejamento) e Aloizio Mercadante (Casa Civil) ­ para discutir o tamanho do corte no Orçamento de 2015. O contingenciamento, que segundo fontes pode atingir até R$ 78 bilhões, incidirá sobre investimentos e não deve poupar nem mesmo programas prioritários, como o Minha Casa Minha Vida.

Os cortes no programa devem afetar o ritmo de assinaturas de novos contratos previstos na terceira fase, promessa de campanha que Dilma reiterou na terça­feira, no Rio. A prioridade neste ano será preservar os contratos em vigor.

Segundo fontes, o governo vai cumprir a promessa de manter os programas sociais, mas será necessário revisar metas, que não deverão ser implementadas na “intensidade” e “velocidade” do primeiro mandato. Além do contingenciamento de despesas, Levy pressiona por aumentos em taxas de juros de algumas linhas de crédito subsidiadas, como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!