13 dez 2014
 Por 
Blog do Seridó
 às 
08:59min. 
 em 
Catadores de materiais recicláveis saem do lixão e mudam de vida

Os catadores de materiais recicláveis de Caicó tiveram seus destinos mudados após a iniciativa da sociedade civil junto a Diocese, prefeitura de Caicó que há um ano e dois meses iniciou o processo de ressocialização dos trabalhadores do antigo lixão. A ex-catadora de lixo e agora associada Francisca Marta dos Santos, de 50 anos, destacou como o novo trabalhou mudou a sua realidade. “Eu passei 5 anos no lixão e agora na Associação as pessoas olham pra mim e não tenho vergonha do meu trabalho”.

Além dos ganhos sociais, Francisca contou que o material recolhido não é tão sujo quanto o lixão. “Antes eu catava até lixo do hospital, com sangue e todo tipo de doença”, afirmou. Francisca faz parte da Associação que possui 12 membros e cada um consegue rendimento de até R$ 900. Aos 46 anos, Ailton Belarmino de Carvalho viveu 10 anos no lixão e conta que já adoeceu com os cacos de vidro do lixo. “Até hoje meu pé dói”, frisou.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!