21 jun 2011
 Por 
Blog do Seridó
 às 
00:04min. 
 em 
Assassinato de travesti pode ter sido queima de arquivo

O travesti Lineker Silva do Nascimento, que morava no bairro de Mãe Luísa em Natal, foi assassinado no sábado à noite, com vários tiros à queima roupa, na esquina da Deodoro com a General Osório. Novas pistas indicam que o crime pode ter sido motivado por queima de arquivo.

O jovem Lineker, homossexual também conhecido por Kenia,  de 21 anos, fazia ponto no local do crime em busca de clientes, quando foi alvejado por cinco tiros, caindo morto na hora.

A suspeita inicial era de que o crime pudesse ter sido motivado por questões de homofobia, porém informações extra oficiais, dão conta que Kenia teria sido testemunha ocular do assassinato de Igor César de Oliveira Correia, um dos grandes traficantes de drogas do bairro de Mãe Luíza em Natal.  Igor, segundo se comenta, teria o controle de metade do morro e foi morto no último dia 10, após intenso tiroteio.

Muitas mortes em Mãe Luísa, acontecem pela disputa do controle do tráfico de drogas na localidade. A polícia já tem o nome do rival de Igor César no bairro, e as investigações estão seguindo o rumo dessas informações que surgiram e que apontam nessa direção.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!