11 jan 2011
 Por 
Blog do Seridó
 às 
10:39min. 
 em 
Promotor de Caicó pede reabertura do caso F. Gomes

“Não há elementos que demonstrem a ligação do atirador com o suposto mandante do crime”. Esse é o argumento do Promotor de Justiça de Caicó, Geraldo Rufino, para pedir a reabertura do processo que investigou o assassinato do radialista Francisco Gomes de Medeiros, conhecido com  F. Gomes.

O crime ocorreu em 18 de outubro do ano passado e a s investigações da Polícia Civil apontaram que o mandante do crime teria sido Valdir Souza do Nascimento, que encontra-se preso. No entanto, o Ministério Público não ofereceu denúncia contra ele por acreditar que as evidências apresentadas nas investigações não comprovam a ligação entre ele e João Francisco dos Santos, o autor dos disparos.

“O suposto envolvimento entre os dois se baseou em mensagens de celular trocadas entre Valdir e um preso de Parnamirim, mas essas evidências se mostraram muito frágeis. Por essa razão pedi que o caso fosse reaberto para que sejam feitas novas investigações para identificar os verdadeiros mandantes do crime”, afirmou Geraldo Rufino.

F. Gomes coordenava uma rádio na cidade de Caicó e era conhecido por suas denúncias feitas contra criminosos da região. Vítima constante de ameaças de morte, o radialista foi assassinado a tiros na porta de sua casa na noite de 18 de outubro de 2010 pelo réu confesso  João Francisco dos Santos, conhecido como Dão, que foi denunciado pelo Ministério Público e encontra-se preso.Com o pedido do Promotor de Justiça, o Juiz Luiz Cândido deve reabrir o caso.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!