06 ago 2020
 Por 
Blog do Seridó
 às 
12:09min. 
 em 
Pesquisa constata diminuição de 55 km² da caatinga arbustiva do Seridó

Em-uma-escala-que-varia-de-1-a-10-o-resultado-geral-foi-de-966-apresentando-se-uma-área-altamente-modificada-Imagem_-ReproduçãoEm artigo publicado na Revista Okara – Geografia em debate, do Departamento de Geociências da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), pesquisadores do grupo constataram aumento de aproximadamente 96 km² na exposição do solo e diminuição de 55 km² da caatinga arbustiva-herbácea no município de Jardim de Piranhas. As medições foram feitas com base no satélite Landsat, reunindo dados de 1985 a 2015.

Intitulado Índice de Transformação Antrópica (ITA) como suporte para análise da degradação da paisagem no município de Jardim de Piranhas/RN, o estudo revela um estágio avançado de devastação do Seridó potiguar. Os dados indicam que essas áreas, antes ocupadas basicamente por pastagens, tornaram-se inutilizáveis com o passar dos anos e a ação humana, chamada de antrópica no texto.

No estudo são apontadas atividades humanas que têm contribuído para degradação da região e geração de efeitos que ameaçam a biodiversidade. O crescimento das cidades, a ocupação de grandes áreas de matas, especialmente  por  agricultura e pecuária extensiva, e práticas agrícolas inadequadas, que provocam erosão do solo, contaminação por agrotóxicos, poluição e queimadas após os desmatamentos, são algumas delas.


Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!



WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com