31 out 2014
 Por 
Blog do Seridó
 às 
14:24min. 
 em 
Mulheres ganham mais que os homens em 37 municípios do Estado

Apesar de serem mais instruídas e de maior presença no mercado de trabalho, as mulheres ainda ganham menos que os homens e este quadro evoluiu lentamente na década passada. No Brasil, a razão entre o rendimento médio das mulheres ocupadas em relação ao rendimento dos homens ocupados era de quase 68%, informa o estudo “Estatísticas de Gênero – Uma análise dos resultados do Censo Demográfico 2010″, produzido pelo IBGE em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres e a Diretoria de Políticas para Mulheres Rurais e Quilombolas do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

No Rio Grande do Norte, essa relação está um pouco acima da média nacional. Em 2010 a mulheres ganhavam, em média, 69,4% do que recebiam os homens. Em 2000 essa relação era de 68,04%. E mais: em 37 municípios potiguares, as mulheres ganhavam mais que os homens.

O estudo constata que o rendimento médio da população ocupada aumenta com a idade para ambos os sexos, assim como a desigualdade de rendimento por sexo. “Em média, as jovens de 18 a 24 anos de idade recebiam 88,0% do rendimento dos homens, enquanto as mulheres de 60 anos ou mais de idade apresentavam um rendimento equivalente a 64,0% do rendimento dos homens nesta faixa etária. O elevado percentual de mulheres como empregadas domésticas (15%) e uma taxa de formalização mais baixa no mercado de trabalho explicam, em parte, a característica de menor rendimento do trabalho das mulheres, apesar de elas apresentarem um nível de instrução mais elevado.”


Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!



WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com