20 mar 2017
 Por 
Blog do Seridó
 às 
18:00min. 
 em 
Ministério relaciona baixa cobertura vacinal em 2016 ao surto atual de febre amarela

img-20170118-wa0024_1Em informe publicado nesta segunda-feira (20), o Ministério da Saúde afirma que “havia uma grande proporção de municípios que estavam com baixas coberturas vacinais” no ano passado e que “este fato pode ter contribuído para a rápida expansão” da febre amarela. Essa relação feita pelo governo federal acompanha a divulgação de dados comparativos sobre a abrangência da vacina em 2016 e neste ano.

Nos municípios com recomendação de vacina, a meta é imunizar 95% dos moradores, inclusive nos anos anteriores. Em 2016, as mesmas 533 cidades de Minas Gerais já estavam incluídas para receber as doses — 47,4% delas não alcançavam 50% de cobertura; outros 47,8% dos municípios tinham entre 50% e 94,9% de seus moradores vacinados; com mais de 95%, estavam apenas 4,6% das cidades mineiras com recomendação de vacina.

Os estados vizinhos Espírito Santo, segundo mais afetado pelo atual surto, e Rio de Janeiro, que passou a registrar casos confirmados na última semana, não estavam na área recomendada de vacinação da doença em 2016.


Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!



Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com