31 out 2010
 Por 
Blog do Seridó
 às 
07:16min. 
 em 
Mais de 135 milhões de eleitores voltam às urnas

Os 135, 6 milhões de eleitores que voltam às urnas hoje (31) terão de escolher quem será o novo presidente do Brasil: Dilma Rousseff (PT) ou José Serra (PSDB). O presidente eleito vai comandar pelos próximos quatro anos o país considerado a oitava economia do mundo e a maior da América Latina.

Durante pouco mais de três meses de duração da campanha eleitoral, Dilma Rousseff defendeu a criação da Rede Cegonha, de assistência a mulheres grávidas, e a ampliação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ela adotou também como proposta a construção de escolas técnicas em municípios com mais de 50 mil habitantes e de 6 mil creches, além de políticas para diminuir o abandono de crianças.

O candidato tucano, José Serra, prometeu a ampliação do Programa Bolsa Família, com a inclusão de um projeto de profissionalização para os jovens que acabarem o ensino médio. Serra manteve também como proposta de campanha a criação do Ministério da Segurança e a busca de parcerias com a iniciativa privada, grupos religiosos e organizações não governamentais para o tratamento de dependentes químicos.

A eleição presidencial foi para o segundo turno porque nenhum dos candidatos obteve mais da metade dos votos válidos na primeira disputa, em 3 de outubro. Agora, vencerá aquele que tiver a maioria dos votos.

No primeiro turno, Dilma Rousseff obteve 46,91% dos votos válidos. Dos 18 estados em que venceu a disputa, o Maranhão foi o que mais lhe rendeu votos: 70,65%. José Serra recebeu 32,61%. Nos oito estados em que venceu a disputa, o candidato tucano recebeu maior número de votos no Acre: 52,12%.

Serra venceu em São Paulo, maior colégio eleitoral do país. Recebeu 40,6% dos votos, contra 37,31% de Dilma Rousseff. Por ter 30,3 milhões de eleitores (22,3% do total de eleitores do país), o estado deverá ter um peso maior na disputa deste segundo turno. Além de dar a maior parte de seus votos para Serra, os paulistas, na eleição para governador, elegeram outro candidato tucano: Geraldo Alckmin venceu o petista Aloizio Mercadante com 50,63% dos votos.

O PSDB venceu também a eleição para o governo em Minas Gerais, segundo maior colégio eleitoral. São 14,5 milhões de eleitores, representando 10,6% do total do país, que deram a Antônio Anastasia 62,72% dos votos, contra 34,18% dados ao peemedebista Hélio Costa.

Na eleição presidencial, no entanto, Dilma Rousseff venceu a disputa. Os eleitores mineiros deram à petista 46,98% dos votos. José Serra recebeu 30,76%.

Além dos eleitores que vão às urnas escolher o novo presidente, 14,9 milhões ainda vão votar para governador. Em oito estados e no Distrito Federal, a disputa foi para o segundo turno.


Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!



WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com