11 ago 2019
 Por 
Blog do Seridó
 às 
11:55min. 
 em 
Lei Maria da Penha chega aos 13 anos, mas violência contra mulher continua

violênciaNesta semana, a chamada Lei Maria da Penha, legislação criada em 2006 que busca tornar mais rígido o combate à violência contra a mulher, completou 13 anos de implantação. Mesmo em meio a avanços como esse, agressões, dos mais diversos tipos, contra vítimas do sexo feminino, ainda são uma realidade no cenário brasileiro.

Prova disso são os números de violência contra a mulher em todo o país que apontam um aumento dessa prática. No Rio Grande do Norte, a situação também é preocupante. Somente nestes pouco mais de sete meses de 2019,  55 mulheres já foram assassinadas em todo o estado.

Desse quantitativo, o número de feminicídios, que é o crime contra vítimas do sexo feminino motivado por violência doméstica e/ou gênero, chegou à casa dos 18 casos. Os dados são do Observatório da Violência (OBVIO) e dão conta de um aumento de 28,6% na quantidade de ocorrências, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Segundo o Obvio, entre 1° de janeiro e 8 de agosto de 2018, foram também 55 mulheres assassinadas no território potiguar, sendo 14 crimes caracterizados como feminicídios. Já no mesmo período de 2017, a violência letal contra vítimas do sexo feminino teve um crescimento considerável. Foram 84 mortes, sendo 25 motivadas por violência doméstica e/ou gênero.


Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!



WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com