04 jul 2010
 Por 
Blog do Seridó
 às 
13:00min. 
 em 
Correio Braziliense denuncia fraudes da migração eleitoral em Timbaúba dos Batistas

Segundo matéria do Correio Braziliense, em Timbaúba dos Batistas, a 304 km de Natal, 1.900 dos 2.300 habitantes votam, ou 83% da população.

O jornal afirma que o número é suspeito porque indica que o total de crianças e adolescentes de até 16 anos, somado ao de idosos, corresponde a apenas 17% da população.

Em função disso, diz a publicação, o Ministério Público Federal (MPF) já entrou com mais de 100 recursos. Todos questionam a legalidade dos documentos apresentados pelos eleitores.

A cidade é uma das 60 que passaram pelo recadastramento para as urnas biométricas. Foi escolhida por apresentar, entre outros requisitos, um total de transferências de títulos eleitorais 10% maior de um ano para cá. Para o Ministério Público, as novas urnas, que vieram com a promessa de segurança, não evitam esse movimento migratório.

“Toda eleição é a mesma coisa. A incidência da transferência eleitoral é sempre alta”, afirma o procurador regional eleitoral, Ronaldo Sérgio Chaves Fernandes. “O problema é que o conceito de domicílio eleitoral é muito amplo”, critica.

No cartório eleitoral de Caicó, responsável pelas eleições em Timbaúba, a pilha de recursos indica o tamanho do problema. Os pedidos de transferência de títulos seguem um padrão e foram elaborados por advogados dos partidos.


Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!



WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com