30 out 2010
 Por 
Blog do Seridó
 às 
14:15min. 
 em 
Denúncias de corrupção eleitoral marcam segundo turno na Paraíba

Denúncias de corrupção eleitoral são o maior problema que o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) está enfrentando neste segundo turno. De acordo com o juiz eleitoral da 64º Zona Eleitoral, Marcos Jatobá, houve denúncias de dinheiro despachado em aeronaves e em casa de pessoas ligadas aos candidatos ao governo do estado.

“Recebemos denúncias não comprovadas, apesar de termos investigado. O período eleitoral é muito curto. [Os crimes] geralmente contam com a cumplicidade do eleitor. Forma-se uma rede de proteção, a coisa acontece e, quando vamos constatar, ninguém sabe de nada”, disse o juiz.

Segundo ele, há uma cumplicidade grave do eleitor em muitos casos. “A corrupção eleitoral só persiste como prática porque o próprio eleitor vira cúmplice dos candidatos. É preocupante. Mas existe também muita fofoca para distrair nossa atenção. Em 2006, isso também aconteceu.”

A eleição na Paraíba está ainda mais acirrada neste segundo turno. A diferença entre os candidatos ao governo Ricardo Coutinho (PSB) e José Maranhão (PMDB) no primeiro turno foi de 9 mil votos. “A diferença está muito pequena e eles querem influenciar ao máximo a decisão do eleitorado. As pessoas são muito apaixonadas [pela política] e estamos num estado em que grande parte das famílias depende de cargos públicos”, disse Jatobá.

De acordo com o juiz, que também é responsável pela área de propaganda eleitoral do TRE-PB, o maior problema do primeiro turno foram os carros de som. “Isso deveria ser banido como modalidade de veiculação de propaganda eleitoral. Não acho que seja interessante, perturba mais do que informa”.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, Genésio Gomes Pereira Filho, afirmou que, neste segundo turno, os ânimos estão mais acirrados. “Têm acontecido fatos no estado que fizeram com que o TRE-PB decidisse convocar forças do Exército para garantir a segurança em algumas regiões”.

As tropas federais vão atuar nos municípios de Souza, Patos, Guarabira, João Pessoa e Campina Grande para evitar confrontos entre eleitores e entre pequenas lideranças do interior. Na tarde de hoje (30), haverá uma reunião entre representantes do TRE-PB e do Exército para traçar a logísitica de operações no estado.

“Além do Exército, a Polícia Militar e a Polícia Civil estão de prontidão, sendo deslocadas para diversas regiões. Apesar dessa disputa mais acirrada, nossa previsão é que a votação ocorra dentro da normalidade”, disse o presidente do TRE-PB.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!