08 jan 2013
 Por 
Blog do Seridó
 às 
11:17min. 
 em 
Cachoeira diz que descanso na praia é orientação médica

Condenado a quase 40 anos de prisão por corrupção, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro, entre outros crimes, o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, está descansando numa praia paradisíaca do litoral baiano “por recomendações médicas”, segundo afirmou ontem o seu advogado, Nabor Bulhões.

Cachoeira, que recorreu da condenação, tem permissão para transitar dentro do território nacional, bastando para isso que comunique o deslocamento à Justiça, o que ele fez.

“Ele está se tratando do quadro depressivo agudo que o acometeu após a longa internação de nove meses (no ano passado no presídio da Papuda, em Brasília) longe do convívio familiar”, disse Nabor, segundo quem a “comida péssima” em “local horroroso” agravou o estado de saúde de seu cliente. “Não à toa, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse que preferia morrer a ficar num presídio medieval do Brasil”, completou, referindo-se a uma recente declaração de Cardozo.

Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!